Novo

Memórias da Paradinha

Código do produto: 9789899028272

Envio no prazo de 2 dias úteis, após pagamento

15,00

IVA incluído à taxa legal vigente
Encargos de expedição não incluídos



Memórias da Paradinha

de: Norvinda Assunção e José Cerca


Sinopse


Banhada pelos rios Paiva e Paivó, considerados durante muitos anos como os rios menos poluídos da Europa, a Paradinha, tal como muitas aldeias do interior do País, começou a sofrer, sobretudo a partir dos anos 80, uma progressiva desertificação, a ponto de ficar totalmente abandonada por volta de 1990. Este abandono teve como consequência o início de uma progressiva e rápida degradação das habitações, todas elas construídas em xisto, com cobertura em ardósia, materiais esses que abundam na região. Por volta de 1995 e já quando muitas das habitações se encontravam em processo de degradação acentuada, começaram a surgir várias pessoas interessadas em comprar as casas e recuperá-las para habitação de fim de semana ou de férias. Foi então que, tal como a Fénix renascida das cinzas, também esta aldeia começou, lentamente, a erguer-se das suas ruínas, transformando-se progressivamente e recebendo boas condições para a prática de um turismo de natureza saudável e ordenado. 

Memórias da Paradinha apresenta aos seus leitores a dupla vida desta aldeia que desde 2012 está integrada na rede das Aldeias de Portugal.

Guiados por Norvinda Assunção que aí nasceu, casou e viveu durante parte da sua vida, evocar-se-ão as memórias de um passado vivido nesta aldeia, em contato íntimo com a natureza e de acordo com as tradições populares desta comunidade rural, com destaque para o fabrico das velas de cera, não fosse ela a neta do famoso “cereeiro da Paradinha”.

Por sua vez, José Cerca, um apaixonado pelo vasto património de Arouca, dar-nos-á conta deste renascer da Paradinha, com referência aos diversos equipamentos que foram surgindo, não só dentro da aldeia, como também nas suas imediações, e que muito contribuíram para o seu renascimento.

Entre outros, refira-se a criação do Arouca Gepark em 2009, com 41 geossítios, dois dos quais dentro da área territorial da Paradinha. A abertura dos “Passadiços do Paiva”, em 20 de junho de 2015. A inauguração da famosa ponte suspensa, a 516 Arouca, no dia 2 de maio de 2021. E ainda a construção de um empreendimento turístico, para alojamento em condomínio fechado.

Quem hoje visita a Paradinha desconhecerá como era a vida nesta aldeia, antes deste feliz renascer. Por isso, poderá encontra nestas Memórias da Paradinha e neste regresso ao passado uma ajuda para melhor se compreender o presente desta ressuscitada aldeia de xisto e se adivinhar o seu futuro como excelente espaço para a fruição de um equilibrado e saudável turismo de natureza.


 

Informação adicional do produto

ISBN 9789899028272
Chancela editorial Edições Ex Libris ®
Data de publicação 31/07/2021
Idioma Português
Formato (fechado) 150 x 230 mm
Tipo de encadernação Capa mole (brochado) com badanas
N.º de páginas 146
Fotografia(s) Norvinda Assunção e José Cerca
Grafismo da capa Ângela Espinha
Revisão linguística Margarida Rocha
Paginação gráfica Paulo Resende

Também recomendamos

do mesmo género
do mesmo género
Mosteirô
15,00
do mesmo género
Murtosa
12,00

Procurar também nestas categorias: Norvinda Assunção, José Cerca, Edições Ex Libris ®, Memórias, vivências e testemunhos, Livros técnicos, documentais ou de referência, Homepage, Os nossos Livros